ASSOCIAÇÃO PADRINHOS DÁFRICA

- Apoiar crianças e jovens órfãos ou abandonados pelos pais.
- Ajudar à subsistência das casas que acolhem crianças e jovens.

Saiba mais »


Consigne o seu IRS sem qualquer custo

 

O que significa consignar 0,5% do seu IRS à APD?

A totalidade dos impostos que pagamos destina-se a financiar as despesas públicas do Estado, mas diretamente não decidimos onde aplicar esses impostos. Mas, há uma exceção que é a possibilidade de destinarmos 0,5% do nosso IRS a uma determinada instituição reconhecida como ONGD, como é o caso da APD. Esta percentagem é retirada ao total do imposto liquidado pelo Estado e não ao imposto que nos deve ser devolvido, no caso de haver lugar à restituição do mesmo.

Assim, não existe qualquer custo ao destinarmos 0,5% do nosso IRS.

 

Como fazer?

No preenchimento da sua declaração de IRS deve colocar no Modelo 3, Quadro 11 uma cruz em “Instituições Particulares de Solidariedade Social ou Pessoas Coletivas de Utilidade Pública” e introduzir o NIPC (Número de Identificação de Pessoa Coletiva) da APD – 507 221 001

 

Qual o custo ao consignar 0,5% do seu IRS?

Não existe qualquer custo para quem doar.

Esta percentagem é retirada ao total que o Estado liquida de imposto.

 

 

O que é que ganha com a consignação de 0,5% do IRS ?

Escolher o destino de 0,5% do seu imposto, ajuda a APD na sua missão para com as Crianças e Jovens do Continente Africano, nomeadamente na Guiné-Bissau e Moçambique.


APD 1Arte

A APD vai realizar no dia 29 abril, o seu Encontro Anual dos Padrinhos.

Este ano vamos iniciar um projeto, lançando um desafio dedicado à Arte, chamaremos APD 1Arte_2018, dedicado este ano à Pintura e Escultura.

Convidamos todos os Padrinhos, Sócios e Amigos da APD a participar neste Encontro e dele fazerem parte com exposição de obras de Arte.

Condições de participação:

  • Padrinho ou sócio com Cotas em dia.
  • Inscrever-se e estar presente (ou alguém que o represente) no dia do Encontro, a 29 de Abril de 2018, em Fátima.
  • Doar à APD uma peça, neste caso, uma pintura ou escultura, para leilão. Deve indicar o valor mínimo para licitação.
  • A peça doada será vendida no mesmo dia da Exposição.

Regulamento:

  • As peças para exposição devem ser de autor.
  • Deve enviar o número de peças a expor e as respectivas dimensões, até dia 30.03.2018 (apd.1arte@gmail.com)
  • O número máximo de peças a expor, por autor, será de 5 (cinco).
  • Cada participante terá um prémio de participação que será uma peça de Arte Africana.

Data: 29 abril 2018

Local: Fátima

Inscrições de participação na Exposição: até dia 30 março 2018, para o endereço: apd.1arte@gmail.com

Contamos com a VOSSA PRESENÇA E PARTICIPAÇÃO!

 


APD no facebook

A APD já se encontra na rede social do facebook.

Seja nosso Seguidor onde terá conhecimento da nossa causa, através dos conteúdos que vamos publicando, da informação, notícias, acontecimentos podem ser acompanhados, da partilha de testemunhos e dos nossos comentários.

Esperamos encontrar-te na nossa página, quer pela nova amizade, quer pelo reencontro em que algum momento fizeram parte da nossa vida.

Queremos estabelecer ligações com os nossos seguidores e através do seu apoio podermos chegar mais longe, quer pelos comentários quer pela partilha.

Estamos à tua espera!


PARABÉNS APD,ONGD!!!

A APD faz hoje, dia 29 novembro 2017, 12 anos de existência.

Ao longo destes anos, com a ajuda dos Padrinhos, oferecemos Sorrisos às Crianças apadrinhadas e um futuro mais Sorridente.

Juntos crescemos e fazemos a diferença.


Dia da Solidariedade

 

No dia 31 Agosto comemora-se o Dia da Solidariedade.

A APD, ONGD agradece a solidariedade com que a Instituição D'Avó vestiu as crianças da Congregação das Servas de Santa Maria, em Nampula - Moçambique este ano de 2017.


Entrega de Vestidinhos das Avós de Portugal

    

A 6 fevereiro de 2017, a empresa do Grupo Sepri, na pessoa do seu CEO Dr. Jorge Pontes, recebeu a doação mais de 30 vestidos, 2 túnicas e 5 calções para o projeto da APD, ONGD, para serem entregues em Moçambique.

Estas peças de vestuário foram todas confecionadas pelas avós voluntárias da Casa do Povo de Safara.

As peças foram entregues no dia 26 fevereiro 2017, na Comunidade das Irmãs Servas de Maria na a presença da Presidente a APD, ONGD Célia Queirós.

       


Projeto IPCA e APD, ONGD

    

O IPCA convidou a APD para se apresentar formalmente nas instalações do Instituto em Barcelos.
O evento teve lugar no passado dia 18 de Abril do corrente ano.
Célia Queirós e Samuel Melo, na qualidade de Presidente da Direção e Presidente da mesa da Assembleia Geral, respetivamente, fizeram uma breve exposição sobre a origem e a atividade da APD.
Estiveram presentes os dirigentes do IPCA, a Gestora da Parceria IPCA-APD, professores e alunos deste Instituto.
A APD agradece o acolhimento ímpar de todos.
A APD lançou mais um desafio apresentando o Projeto “Escola no Lar” para implementar em Nampula, Moçambique. Foi muito bem acolhido. A Dra. Isabel Ferreira, gestora da parceria IPCA-APD, vai integrar no plano de atividades 2017/2018, iniciativas para que a Instrução possa ser uma realidade no Lar apadrinhado pela APD em Nampula, Moçambique.
Aqui fica o nosso muito obrigado aos Dirigentes do IPCA, nomeadamente Prof. João Carvalho e Dr. Agostinho Silva, por esta parceria marcada pelo acolhimento e pelo dinamismo, permitindo-nos sonhar cada vez mais alto. 
 
Dias antes desta apresentação formal da APD, a turma do 3º ano GAT (D), com o apoio da Associação Académica do IPCA e das turmas do 3º ano de Gestão Pública (eL), do 1º ano de Gestão Pública (d), lançou um desafio à comunidade académica: vamos apadrinhar uma criança!!!
E, através da venda de rifas, os promotores desta iniciativa conseguiram o valor correspondente a um “folar” anual, necessário para o apadrinhamento de uma criança. Deste modo, o IPCA passa a ter uma afilhada, a Rosita, uma criança de Moçambique. 
Obrigado aos alunos do IPCA por abraçarem esta causa solidária e contribuírem para que mais uma criança Africana possa ter a esperança de um futuro melhor. Um grande bem-haja a todos.
 


Encontro entre Embaixador Nelson Freitas e Presidente APD, ONGD Célia Queirós

No dia 28 abril de 2017, realizou-se um encontro e reunião entre a Presidente da APD, ONGD Célia Queirós e o Embaixador da APD Nelson Freitas, no Hotel na Matola, em Maputo, aproveitando a estadia do Embaixador Nelson Freitas em Maputo para um concerto. Esteva também presente a Irmã Palmira das Missionárias da Boa Nova, para testemunho do trabalho realizado.

Foi feita uma apresentação da APD, ONGD, pois foi o primeiro contacto real, que o Nelson Freitas teve e os merecidos agradecimentos por esta parceria e por receber muito bem a APD, ONGD.

Foram colocadas questões de forma a contextualizar a Missão da APD, ONGD.

A Irmã Palmira deu o seu testemunho de quem vive, de perto, as situações de necessidade e da preciosa ajuda que os Folares constituem para as resolver ou minimizar.

Mais questões foram abordadas, as quais a serem concretizadas será dado conhecimento no momento da sua realização.

No fim da reunião, e após o agradecimento por parte do Nelson Freitas, pela possibilidade que a APD, ONGD, lhe deu por poder ajudar, foram oferecidas três pequenas lembranças realizadas em madeira, com significado:

  • O peixe, que simboliza garantir a alimentação para os nossos afilhados, cada dia.
  • A palhota, que traduz a intenção de garantir um alojamento condigno.
  • O rosto que quer simbolizar o intelectual,  a identidade que pretendemos devolver a cada criança e jovem apadrinhado, pelo acesso à formação, ao conhecimento e também ao afeto na ligação aos seus padrinhos; sentir que são preocupação de alguém, em concreto.

A APD, ONGD está encantada com a simplicidade do Nelson Freitas e profundamente emocionada com o que revelou: paixão pelo ser humano. 

A Irmã Palmira deu o seu testemunho também da reunião, com a seguinte frase "Célia senti-me pequenina perante a simplicidade e a grandeza do coração deste homem."

Bem haja pela preciosa colaboração!!

Estamos Juntos!!

Célia Queirós,

Presidente a APD, ONGD


Nelson Freitas é o Novo Embaixador da Associação Padrinhos Dáfrica

   

Nelson Freitas é mais que um artista de sucesso e, por detrás das salas lotadas dentro e fora de Portugal ou dos múltiplos fenómenos de visualizações no YouTube, há um lado humano que poucos conhecem.

Consciente de uma responsabilidade social acrescida, o artista aceitou o convite para embaixador da Associação Padrinhos Dáfrica.

No decorrer deste ano, Nelson Freitas pretende visitar algumas missões, e contribuir para a evolução dos seus projectos.

O artista não esconde a sua vontade em tentar fazer a diferença: “Acredito no trabalho e empenho destas pessoas e, por isso, escolhi esta associação.”, declara o artista.


Protocolo de Cooperação entre a Associação Padrinhos Dáfrica e o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave

Com o objectivo de fomentar o voluntariado social na comunidade académica e apoiar o programa de apadrinhamneto de cianças e jovens Africanas, especialmente em Moçambique, a Associação Padrinhos Dáfrica, Organização Não-Governamental para o Desenvolvimento, assinou, no dia 12 de julho de 2016, um protocolo de cooperação com o IPCA- Instituto Politécnico do Cávado e do Ave.

 


18º Aniversário do André

 

O André é Apoiado pela APD desde a sua constituição.
Hoje, dia 15 de setembro de 2014, faz 18 anos e está muito agradecido por todo o apoio que tem recebido. O André diz que deve toda a sua formação às "tias" do Arco Iris  e aos padrinhos. Quando fala sente-se a emoção de quem amadureceu e entendeu a generosidade que está por detrás de um apadrinhamento.
Bem haja a todos os que decidiram construir a felicidade destas crianças e jovens através da APD.
Célia Queirós

Carta do André

 

 


Missão

A ASSOCIAÇÃO PADRINHOS DÁFRICA (APD) pretende: 
(OBJECTO SOCIAL )
 
- Apoiar crianças e jovens órfãos ou abandonados pelos pais, através do apadrinhamento das mesmas; 
 
- Ajudar à subsistência das casas que acolhem crianças e jovens com os “Folares” de cada padrinho;
 
- Criar a possibilidade destas crianças e jovens sentirem que há alguém que, à semelhança de uma “mãe e pai pequeninos” – os padrinhos – se preocupa com eles, deseja vê-los crescer bem e que por eles tem grande estima;
 
- Proporcionar um desenvolvimento pessoal e social mais saudável a estas crianças e jovens;
 
- Possibilitar o exercício de acções de solidariedade social, por parte dos benfeitores, de uma forma concreta e que dignifiquem cada pessoa.
 
A certificação da respectiva escritura bem como do seu objecto social, foi publicada no Diário da República – III Série, nº28 – 8 de Fevereiro de 2006.